hellocidades

Os bastidores do Hello Cidades


Escrito por Motorola

Na pressa dos nossos dias e com a rotina, esquecemos de como nos conectar com o nossa cidade e ver as coisas à nossa volta. Passamos por aquele mesmo lugar todos os dias e não vemos o quanto mudou, as coisas novas que tem na nossa cidade e mal notamos e até olhar e conversar com pessoas a nossa volta.

A proposta do HelloCidades é trazer novamente essa conexão para a sua vida, mas a HelloMoto não faz isso sozinha. Nesse time, a Editora Abril traz um conteúdo para vocês na intenção de mostrar aquilo nunca visto ou um novo olhar sobre o que já é conhecido.

Mas como tudo é escolhido? o editor-chefe do projeto, Otávio Cohen explicou:

“Procuramos projetos, lugares, eventos e pessoas que proporcionem novas experiências e novos olhares sobre algumas das principais cidades do Brasil. O foco da busca é a experiência na rua, a conexão com o ambiente e com outras pessoas.[…] Saber que o celular pode tornar essas experiências melhores é ótimo.”

 

Mauana Simas – Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro não é só feito de praia e de passeio pelo Pão de Açúcar ou Cristo Redentor.  Pensando nisso, a curadora Mauana Simas tenta buscar novas coisas sobre a cidade carioca. “A cidade do Rio é muito plural e oferece um pouco de tudo para todos os gostos”.

Mas alguma coisa mudou dentro da Mauna nesse tempo sobre a forma de ver a cidade “Passei a olhar a cidade de uma forma diferente. Tento diminuir o ritmo, a correria do dia a dia, e procuro observar de uma forma nova os mesmos caminhos. Me percebo um pouco turista dentro da cidade quando estou pensando ou escrevendo as pautas. O smartphone definitivamente é um apoio para conectar as informações e registrar todas essas informações e possibilidades. […] Estou bem contente com essa proposta. De verdade, me faz procurar um Rio de Janeiro diferente do que eu vinha experimentando. Tenho circulado mais e por lugares que não conhecia”, conta.

 

Cauê Marques – São Paulo

A cidade que não para tem milhares de possibilidades para se explorar. O curador Cauê Marques sempre quis levar ao público tudo aquilo que ele conhecia de mais bacana na cidade. “Eu seleciono as pautas de acordo com o que eu vejo quando passo pela cidade. Fazer as pautas foi bem bacana nesse sentido, porque era um exercício diferente de interação com a cidade. O celular ajuda bastante com alguns aplicativos, especialmente os de localização. Acho que o resultado ficou bacana.”

 

Natália Dantas – Recife

Que o Recife tem lugares maravilhosos para ir, isso é fato. Mas a experiência do HelloCidades pelo visto, está indo além de conhecer um lugar, mas uma nova forma de se conectar. A curadora Natália Dantas, jornalista e fotógrafa, se conectou de uma outra forma com a cidade nordestina. “Já aconteceu, inclusive, de durante a minha busca das pautas, descobrir coisas sobre a cidade que ainda não conhecia. A cada pauta se dá um aprofundamento maior com o que tem surgido de novo no Recife e o celular é um instrumento essencial nessa busca, até na hora de registrar as novidades.”

 

Fred Linardi – Porto Alegre

O curador e jornalista Fred Linardi mudou-se há pouco tempo para a capital gaúcha. Mesmo assim, a conexão que ele possui com a cidade tem se tornado cada vez maior, e o HelloCidades tem contribuído muito para isso. “Como mudei para Porto Alegre este

ano, estou tendo o privilégio de pensar as pautas com a experiência real de ver a cidade com o olhar de tudo ser a primeira vez, tudo ser novidade. Coisas que já podem passar despercebidas pelos moradores daqui, ou que soam cotidianas demais, são motivo de atenção para quem vem de fora.

Nessa aventura cheia de novidades, o smartphone acabou trazendo na vida de Fred novas oportunidades em relação a conexão com a cidade. “O celular é crucial. Fazer as pautas pra Porto Alegre traz a oportunidade de conhecer lugares que nunca fui e pessoas que não conheceria em outras circunstâncias.”

 

Camila Bastos – Belo Horizonte

Grande parte das pessoas conhecem Minas Gerais pelas suas cidades históricas, mas Belo Horizonte possui vários lugares legais para se conectar de uma outra forma com a capital mineira. A curadora Camila Bastos explica como sugere temas para o HelloCidades. “As pautas que eu sugiro para o HelloCidades levam em conta, principalmente, as iniciativas da população para vivenciar o espaço público com tudo que ele pode oferecer. Levar as pessoas para as ruas traz diversos benefícios, para os moradores e para a cidade, por isso, acredito que essas ações devem ser incentivadas.”

Depois de conhecer um pouco mais sobre como os curadores têm feito o HelloCidades acontecer aqui no HelloMoto,  inspirem-se para se conectar de uma forma diferente com a sua cidade! Então olhem ao redor e vejam o que a sua cidade tem para oferecer e digam um hello para ela.

POSTS RELACIONADOS

hellopoa

Cidade vintage: Porto Alegre nos tempos de outrora