hellocidades hellorecife

Sombra e água fresca longe das praias


Escrito por Motorola

Os recifenses que trocam a dupla “areia e mar” pelas cachoeiras a menos de duas horas da capital

Foto: Fernando Jr. Legenda: Parque da Cachoeira do Urubu: escapada com direito a banho gelado.

Bonito, no Agreste, e os municípios de Primavera e São Benedito do Sul, na Mata Sul, são três endereços certos para fugir de Recife e aproveitar as quedas d’água doce do interior de Pernambuco. Foi o que descobriu o engenheiro de software Fernando Teixeira, de 37 anos. “Sempre procuro fugir um pouco desse ambiente urbano e, por mais que praia também seja natureza, para mim, é uma extensão da cidade. Tem muito comércio, muita gente, música, todo tipo de barulho… Quando vou fazer minhas trilhas, procuro um pouco de paz, silêncio, contato com a natureza, contemplação e fazer novas amizades”, diz Fernando.

Voltemos ao exemplo de Fernando. O engenheiro, que sempre está buscando novas trilhas e passeios, já conheceu as cachoeiras de Bonito e de Primavera, onde foi praticar fotografia de natureza no Parque Ecoturístico da Cachoeira do Urubu. Localizada a 97 quilômetros do Recife, a cachoeira é uma das maiores quedas d’água de Pernambuco, com cerca de 70 metros, e lá os esportes de aventura são liberados – é possível fazer canoagem e rapel. “Banho de cachoeira, para mim, é umas das melhores coisas desse mundo, a sensação é maravilhosa, muito relaxante. O Parque da Cachoeira do Urubu tem uma boa estrutura e o banho é garantido e seguro, existe uma equipe do Corpo de Bombeiros no local sempre de olho e cuidando para evitar acidentes”, diz.

A área de Mata Atlântica exuberante que rodeia a queda d’água abriga alguns bares e restaurantes, além da área para camping, mas a estrutura é bem simples. Para adentrar a cachoeira é necessário pagar um valor que varia entre R$ 5 e R$ 10, a depender do dia da semana. Para a funcionária pública Mayara Bonfim, o conjunto de cachoeiras de Bonito, a 148 quilômetros da capital, é uma escolha sem erros para quem quer ir além do banho e pretende se aventurar nas trilhas da região.

“Trilhar por entre matas, estradas de barro e pequenos vilarejos até achar uma cachoeira ou pôr do sol são as atividades que busco quando programo algum passeio nesse estilo. Já fui em Bonito e lá  as trilhas, seguidas de um rapel e muito banho de cachoeira, são a melhor opção”, diz ela.

Foto: Mayara Bonfim. Legenda: Em Bonito, até o caminho entre um rio e outro é capaz de relaxar.

O município de Bonito conta com rios, nascentes, riachos e, claro, quedas d’água de tamanhos variados para todos os gostos. As cachoeiras do Véu da Noiva, do Engenho Barra Azul, da Corrente, do Paraíso Mágico e o banho de gruta da Pedra Redonda são os locais mais populares. Para entrar nas cachoeiras, há uma taxa que varia entre R$ 2 e R$ 10 e a região conta com boa infraestrutura de hotéis e pousadas.

Um pouco mais distante, a 165 quilômetros do Recife, a cidade de São Benedito do Sul, na Zona da Mata, tem o título de município com o maior número de recursos hídrico de Pernambuco. A região conta com cerca de 20 cachoeiras espalhadas na região de Mata Atlântica – entre elas, as cachoeiras do Poço do Caboclo, Peri-Peri, da Laje e do Poço do Soldado. As alturas das quedas d’água variam entre 3 e 20 metros de altura, e a exuberância das águas cristalinas entrecortadas pelas belas trilhas tornam a região perfeita para o verão.

Agora é só pegar essas dicas e planejar o fim de semana. Ao chegar lá, divulgue as fotos do passeio nas redes sociais a hashtag #hellocidades. Reconecte-se com Pernambuco e com o Recife em hellomoto.com.br!

POSTS RELACIONADOS