hellocidades
hellobh

BH é referência nacional no vogue


Escrito por Motorola

Dança que diverte e empodera encontrou seu espaço na capital mineira

A agilidade dos movimentos chama atenção. Com braços retos, passando rapidamente pelo rosto em sincronicidade com os deslocamentos do quadril, os dançarinos do estilo vogue parecem alternar diversas poses chamativas para foto.

Mas, para além da plasticidade e beleza da dança popularizada pelo icônico clipe da Madonna, o vogue se tornou um espaço de empoderamento da comunidade LGBT e das mulheres. Sendo que Belo Horizonte tem a sorte de ter absorvido com pioneirismo essa modalidade, tornando-se hoje a capital do vogue.

É unânime entre os dançarinos que as festas Dengue, idealizada pelo multiartista Guilherme Morais, e a BH Vogue Fever, organizada pelo trio Lipstick, foram responsáveis pela consolidação do estilo na capital. Ambas promovem duelos de vogue com frequência desde 2013, além de workshops para o desenvolvimento da técnica, já que a dança evolui constantemente. Hoje existem, inclusive, os sub estilos, como a “old way”, na qual os movimentos são retilíneos e marcados, e a “new way”, que acrescentou deslocamentos mais flexíveis de punhos e quadris.

Belo Horizonte se destaca como a capital nacional do vogue
Belo Horizonte se destaca como a capital nacional do vogue

A BH Vogue Fever também se destaca por trazer várias atrações internacionais. Em uma das edições, o evento contou, por exemplo, com o bailarino Dashaun Wesley, um dos coreógrafos da Rihanna.  

O estilo tem sua origem na década de 1960, inspirado nas poses fotográficas da revista Vogue. Quem ajuda a contar essa história é o próprio trio Lispstick, que é formado pelas dançarinas profissionais Raquel Parreira, Paula Zaidan e Maria Teresa. Expoentes do vogue em BH e precursoras no estudo da modalidade, elas explicam que o fato de a dança ter sido criada por excluídos faz com que o estilo seja uma expressão de autoafirmação e resistência desses grupos.

Veja a entrevista que fizemos com as integrantes do trio e outros dançarinos do vogue.

POSTS RELACIONADOS

motostyle
arte

Por trás da mente de Vitor Rolim

phonelifebalance

A 1ª ligação de um celular faz 45 anos