hellocidades
hellorio

Dream Team do Passinho: do Rio para o mundo


Escrito por Motorola

Conheça um pouco sobre a história do grupo e da dança que se tornou Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro


Nascido nos bailes funk das favelas do Rio de Janeiro, o “passinho” é um estilo de dança que mistura elementos do break, frevo, samba e até da capoeira, chamando atenção pelos movimentos rápidos feitos com os pés que os bailarinos executam ao som da batida carioca.

Mesmo estigmatizado, o passinho se tornou uma ferramenta para jovens que buscam mudar a sua realidade através da arte, rompendo com o preconceito e abrindo portas para novas oportunidades.

Dream Team do Passinho

Dream Team do Passinho. Foto: Vincent Rosenblatt/Reprodução.
Dream Team do Passinho. Foto: Vincent Rosenblatt/Reprodução.

O grupo de música Dream Team do Passinho é um dos principais divulgadores do estilo. Os cinco integrantes, Lellêzinha, Diogo Breguete, Pablinho, Hiltinho e Rafael Mike se conheceram nas “Batalhas do Passinho”, campeonatos de dança que lembra as batalhas de raps, na qual os participantes desafiam seus adversários exibindo suas habilidades e são avaliados pelo público.

Surgido em 2013, o Dream Team iniciou sua carreira na internet, postando suas coreografias e composições próprias em seu canal no YouTube, estourando com o single feito para uma marca de refrigerante “Todo mundo aperta o play”, que encanta com cenas do grupo fazendo seus passos em diversos lugares da cidade do Rio de Janeiro, como a famosa Estação Central do Brasil.

Dream Team do Passinho. Foto: Multishow/Reprodução.
Dream Team do Passinho. Foto: Bob Wolfenson / reprodução.

Expandindo o sucesso que já faziam na região, o Dream Team do Passinho alçou voos maiores, lançando um remix da música “Vida”, do cantor Ricky Martin. No clipe de divulgação da faixa, eles aparecem dançando com as famosas praias do Rio no fundo:

Em 2015 eles lançaram seu primeiro álbum, o “Aperte o Play”, que possui doze faixas e que levou o passinho carioca para viajar o mundo, com uma turnê que passou por cidades dos EUA, França e Angola, além do Brasil.

Mais recentemente o Dream Team do Passinho lançou outras faixas de sucesso, como “Oi Sumido”, que também tem como cenário o Rio de Janeiro e encena um baile funk em uma comunidade, fazendo referência às batalhas do passinho onde o grupo surgiu.

Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro

Assim como os integrantes do Dream Team do Passinho, outros jovens já foram conquistados pelo estilo, ajudando o movimento a crescer e ganhar força, como Grupo Suave da coreógrafa Alice Repoll, que mistura o passinho com outros tipos de dança.

Reconhecendo esse papel social que o passinho vem cumprindo no Rio de Janeiro, em junho de 2018 ele ganhou o título de Patrimônio Cultural Imaterial do povo carioca, através de iniciativa da vereadora Verônica Costa: “A Dança do Passinho é responsável por amenizar a tensão entre diferentes favelas, uma vez que os dançarinos têm a capacidade de ultrapassar barreiras que separam territórios comandados por traficantes rivais”.

“Arte é arte, não importa a origem. Ela sempre vai acolher os olhos, o coração…E no final nos emocionar a ponto de transformar. Se o funk fosse valorizado alguns anos atrás, ele já estaria introduzido nas salas de aula e uma geração cresceria entendendo a grandeza e a importância desse movimento que é a voz, a expressão de muitos”, reflete Rafael Mike do Dream Team do Passinho.

Quer ver mais conteúdo como esse? Então visite a seção Hello Cidades aqui do Hello Moto.

Imagem em destaque na capa: Bob Wolfenson / reprodução.

POSTS RELACIONADOS

motostyle
arte

Natureza viva: testamos a câmera do moto x⁴

motostyle
música

EstúdioMoto lança 6 CDs de revelações da periferia