hellocidades
hellobh

Esporte na rua: atletas ocupam espaços públicos em Belo Horizonte


Escrito por Abril BrandedContent

Fazer atividades físicas ao ar livre é oportunidade para se reconectar com a cidade

Foto: Rafael Viana/Run&Fun. Legenda: Relação com a cidade estimula atletas que preferem se exercitar na rua

Em praças, parques e ruas de Belo Horizonte, tem se tornado cada vez mais visível a prática de esportes ao ar livre. Seja por praticidade ou pela vontade de se livrar das paredes da academia, os exercícios outdoors combinam benefícios para a saúde e para a mente com uma maneira diferenciada de ocupar o espaço público. O #hellocidades, projeto de Motorola que incentiva novas experiências nas cidades, vai contar algumas histórias de pessoas que preferem se exercitar lá fora.

“Quando você começa [a fazer atividades físicas ao ar livre], parece que está redescobrindo a cidade. [Repara em] lugares onde antes você não via beleza”, elogia a funcionária pública Vanda Batista. No dia em que conversamos com Vanda, o lugar que ela escolheu para o exercício foi a avenida Bento Simão, no bairro São Bento, um ponto conhecido por reunir muitos atletas de rua. Mas ela gosta de variar — a cada dia, está num lugar diferente da cidade. “Às vezes, você cai numa rotina em que você não circula”, diz.

A boa notícia para quem quiser seguir o exemplo de Vanda é que a cidade está repleta de lugares apropriados para atividades físicas ao ar livre. Durante as manhãs e ao fim das tardes, fica fácil perceber como os esportistas de rua ocupam alguns pontos conhecidos da capital mineira, normalmente tomados por carros. Alguns espaços adequados para corridas ou caminhadas são a Avenida Silva Lobo (região Oeste), a Avenida José Cândido da Silveira (região Nordeste) e a Avenida Bandeirantes (região Centro Sul) — que, aliás, tem uma das pistas fechadas para carros nas manhãs de domingo.

“O importante é colocar o corpo em movimento. Em algum momento, as pessoas pararam de se movimentar, e isso trouxe muitas consequências”, reflete Paulo Santos, treinador físico e diretor regional da Run&Fun, uma empresa de assessoria esportiva. Para ele, as vantagens de se exercitar ao ar livre são enormes, mas a maior delas é a motivação que a rua oferece aos atletas.

Ele explica que esse incentivo é ainda mais forte para os iniciantes. “Muitas vezes, a pessoa quer começar a se exercitar, mas a academia pode ser um ambiente intimidador”, explica. Outro grande benefício que o treinador aponta é a praticidade e a abrangência desse tipo de atividade.

“Existe uma gama grande de esportes outdoor, e é fácil começar a praticá-los. No caso da caminhada e da corrida, por exemplo, você só precisa de um tênis para se exercitar e você pode fazer isso em qualquer lugar”, observa o treinador.

“Nós somos vizinhos, então quando um vai correr chama o outro para animar um pouco mais”, conta o estudante de medicina Bruno Baroni. Quem o acompanha na corrida pela avenida Bento Simão é o também estudante Breno Sette. “Às vezes, a minha irmã também vem com a gente. Esta é uma rua muito boa para fazer exercício. Eu prefiro estar em contato com a natureza e ver o pessoal passando, com certeza é uma motivação a mais”, elogia Breno.

Mas corridas e caminhadas não são os únicos exercícios que podem ser feitos ao ar livre pelas ruas de BH. Existem espaços para praticantes de diversas atividades diferentes, como yoga, ginástica funcional, ciclismo, patinação e até mesmo tênis.

O treinador Paulo aponta que, mesmo que alguns esportes necessitem de um investimento inicial para a compra de equipamentos, isso pode acabar por ser mais um incentivo para o exercício. Afinal, quando você se dá um presente do tipo, fica mais estimulado a usá-lo logo.

Foto: Rafael Viana/Run&Fun. Legenda: Praças de BH têm espaço de sobra para exercícios outdoors.

Grupos de interesse

Algumas modalidades necessitam uma estrutura maior, como é o caso do tênis, um esporte de difícil acesso em muitas cidades, pela falta de locais para a prática. Na capital mineira, existem algumas quadras públicas disponíveis para a população. A mais conhecida é a do Parque Municipal, bem no centro da cidade.

Quem aproveita bastante esse espaço é o empresário Ivan Francisco. É no parque que ele passa boa parte dos seus fins de semana, praticando o esporte favorito. “Temos um grupo de amigos que se conheceram na quadra do parque. Por isso, muitas vezes, eu vou até sozinho, porque sei que vai ter gente lá”, conta Ivan. Ele revela que, de vez em quando, dá uma escapada durante o horário comercial para uma partida, “quando o trabalho está tranquilo”.

Assim como acontece com os tenistas do Parque Municipal, é muito comum encontrar coletivos de atletas de outros esportes pelas ruas da cidade. Em uma volta rápida pela Praça da Assembleia durante a manhã, por exemplo, é possível encontrar grupos de ginástica funcional, de corrida ou de yoga. Até praticantes de bambolê e capoeira se reúnem por lá.

Incentivo virtual

O treinador físico Paulo Santos lembra que outros bons incentivadores para quem quer começar a prática de alguma atividade são os aplicativos de exercícios. “Eles permitem estabelecer objetivos, acompanhar resultados e têm algumas outras funções que acabam deixando a pessoa mais engajada com a atividade”, comenta. No entanto, ele ressalta a importância de um acompanhamento profissional para garantir a saúde e a segurança.

“Toda pessoa precisa passar por uma avaliação médica antes de começar a fazer exercício, principalmente se estiver parada há muito tempo”, alerta. Segundo ele, o acompanhamento de um profissional capacitado é importante para monitorar as individualidades de cada organismo, além de possibilitar um resultado mais efetivo.

Para quem se motivou a colocar o corpo em movimento e explorar as ruas da cidade, o treinador dá as dicas: “Traçar metas tangíveis, reservar um horário fixo na sua agenda para as atividades e se orientar com um bom profissional”. Agora, aproveite para baixar alguns aplicativos no seu celular e não deixe de registrar os seus percursos com a hashtag #hellocidades! Conheça novos ângulos de BH em hellomoto.com.br.

POSTS RELACIONADOS

hellocidades
social

Brechó Desencanto: representatividade através da moda

hellocidades

Oficinas de Fotografia na Casa #hellocidades

hellocidades
hellobh

Minas de Minas: mulheres protagonizam movimentos artísticos de rua em BH