motostyle
música

Qualidade JBL: Beatles, Woodstock e família Moto Z


Escrito por Motorola

Conheça a história da JBL, uma das maiores referências no ramo de áudio e tecnologia

Em um canto da quente cidade de Los Angeles, nasceu no ano de 1946 aquela que viria a ser uma das referências no ramo de áudio e tecnologia, a JBL. E, mesmo décadas após  a invenção de seus primeiros produtos, ela continua a fazer parte das nossas vidas.

Na verdade, não é possível falar sobre a JBL sem citar quem deu o nome à empresa. Então vamos voltar um pouquinho no tempo para o ano de 1927. No início, seu fundador, James B. Lansig, fabricava junto com o seu sócio, Kenneth G. Decker, alto-falantes em forma de cones de 6 e 8 polegadas. Era tudo feito em um ambiente familiar e todos participavam da fabricação. A empresa então ainda se chamava Lansing Manufacturing.

Por obra do destino, tudo muda quando a companhia é convidada, em 1928, a projetar os alto-falantes usados no filme “O Cantor de Jazz”. Esse foi o primeiro filme da história do cinema falado, marcando o fim de uma era e inserindo uma nova forma de se fazer cinema. A Academia de Artes e Ciências do Cinema reconhece ainda hoje que o sistema desenhado por Lansing contribuiu para definir padrões de toda a indústria do cinema, tornando-se referência para outros fabricantes em todo o mundo.

Com a venda da Lansing Manufacturing Company para a Altec Service Corporation, na década de 1940, Lansing aperfeiçoa algumas técnicas e isso faz com que a marca dispare nas vendas e tenha estabilidade, mesmo em um mundo que enfrentava a Segunda Guerra Mundial.

Após deixar a Altec, Lansing funda uma nova empresa, conhecida como JBL, em 1946. Se antes ele ficou conhecido no cinema, o destino fez com que a companhia renascesse a partir de um novo estilo musical, que iria mudar toda uma geração: o rock’n roll. A JBL se uniu a Leo Fender, fundador da Fender, uma reconhecida marca de guitarras, que usou amplificadores da marca para garantir a qualidade do som da guitarra em grandes concertos.

A partir da década de 1950, foi presenciada a ascensão do consumo de alta performance. É possível ver isso nos grandes shows de bandas de rock que utilizaram a tecnologia hi-fi, sempre com os alto-falantes mais desejados do estilo musical. A JBL, na década de 1960, colaborou na composição do estúdio de gravação Capital Records, responsável pelos discos de grandes sucessos, como Beatles e Beach Boys.

Após isso ocorreram mais shows, teatros foram equipados com os produtos JBL, a tecnologia para equipamentos de estúdio evoluíram e a empresa alcançou finalmente escalas globais. E, passado tantos anos, ela ainda se inova e quer ajudar sua vida a ter um ritmo cada vez melhor!

Hoje, com o JBL Soundboost 2.0, você pode levar a tecnologia da pioneira do áudio dentro do seu bolso na forma de um Moto Snap. Agora você pode conectar seu smartphone da família Moto Z e transformá-lo em uma potente caixa de som em apenas um clique e curtir sua música ou vídeo com toda qualidade oferecida pela JBL.

POSTS RELACIONADOS

motostyle
arte

As coisas boas de Phellipe Wanderley

hellocidades
hellorio

OPAVIVARÁ!: a arte como forma de ocupação do espaço público