motostyle
motolovers

Conheça o movimento Pimp My Carroça + Cataki


Escrito por Motorola

O Pimp My Carroça nasceu em São Paulo, em 2012, através do trabalho do grafiteiro e ativista Mundano. O projeto busca dar foco a questões sociais e ambientais, como o trabalho dos catadores de recicláveis, que coletam 90% dos resíduos reciclados no Brasil. 

O projeto dá visibilidade e voz aos catadores através da arte. E não só muda a parte externa da carroça, promove a autoestima dos catadores e sensibiliza a sociedade para a causa com ações que utilizam o graffiti para conscientizar, engajar e transformar. 

 

Foto do Flickr do Pimp My Carroça
Foto do Flickr do Pimp My Carroça

 

A partir do serviço de reforma das carroças, com o fornecimento de itens de segurança como luvas de borracha, capa de chuva e bonés, o movimento oferece melhores condições de trabalho a esses trabalhadores.

 

Cataki

Na comemoração de 5 anos de Pimp My Carroça, foi lançado o app Cataki, que conecta catadores com quem quer reciclar. O aplicativo permite que catadores sejam solicitados por qualquer um que tenha resíduos ou material descartável a ser recolhidos. 

Os catadores são cadastrados num banco de dados com informações de onde atuam e quais resíduos coletam, construindo uma espécie de perfil profissional. É só ligar para um catador e combinar com ele um valor justo para o trabalho. Assim, você colabora para um descarte consciente

 

Motorola + Pimp my Carroça

Você que é motolover sabe que a busca por inovação está no nosso DNA. E nós acreditamos que a tecnologia tem o poder de mudar o mundo. Por isso, a Motorola auxiliará o movimento Pimp My Carroça com doações de smartphones que serão usados pelos catadores para facilitar o acesso ao app Cataki! 

 

Foto do Flickr do Pimp My Carroça
Foto do Flickr do Pimp My Carroça

 

E você, tem um celular parado em casa? Topa doar para um catador de material reciclável? Se ligue nas nossas redes para saber como apoiar esse movimento!

 

POSTS RELACIONADOS

phonelifebalance

Phone-life balance: já ouviu falar?