hellocidades
hellobh

Duelo de MCs ocupa Viaduto Santa Tereza


Escrito por Motorola

Marco cultural de Belo Horizonte, Duelo de MCs comemora mais de uma década de resistência

“Não gosto de chamar de evento, prefiro falar que é um encontro do hip hop com a cidade”. É assim que Pedro Valentim, produtor do Coletivo Família de Rua, define o Duelo de MCs. Há 11 anos, o Coletivo organiza semanalmente a celebração sob o Viaduto Santa Tereza, um dos cartões postais mais emblemáticos da capital mineira, construído em 1929, no centro da cidade.

É uma batalha de poesia, onde dois MCs se digladiam improvisando suas rimas em cima de batidas eletrônicas. Após a disputa, vem o voto do júri e do público (por aclamação) para escolher qual rapper passa para a próxima etapa. Um dos grandes momentos é quando ocorre o empate, levando o público a reivindicar em alto e bom som o “3º round!”, o que normalmente é atendido pelo mestre de cerimônia Douglas Din, bicampeão nacional do Duelo, e que hoje é responsável por apresentar a festa e medir a temperatura da aclamação da plateia.  

Da resistência ao reconhecimento

Tendo passado por muitas dificuldades no início de sua história, como o preconceito e a burocracia, o Duelo resistiu, cresceu e nacionalizou-se. Hoje, há etapas eliminatórias em mais de 10 estados brasileiros, um verdadeiro sucesso de vendas das suas camisetas e a revelação de grandes nomes do hip hop nacional. Entre eles, o Djonga, que acumula 700 mil ouvintes mensais no Spotify.

A batalha de MCs entrou definitivamente para a agenda cultural de Belo Horizonte. Leva cerca de 5 mil pessoas em suas etapas decisivas, gerando interesse da imprensa, mudança de visão do poder público, além da produção de diversos estudos acadêmicos, incluindo teses de mestrado e doutorado sobre o impacto cultural das atividades promovidas pela Família de Rua.

Ana Beatriz, estudante de 19 anos, é frequentadora assídua do Duelo desde sua infância e afirma: “Não é um evento superficial, uma balada. A gente se diverte muito, mas o importante é a afirmação da autoestima das populações da periferia e a ocupação do centro da cidade, convidando todos a celebrar nossa cultura”.

Assista ao vídeo que fizemos durante a edição de aniversário de 11 anos do Duelo de MCs, no dia 26 de agosto deste ano:

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

Willian Gordox: o Galvão Bueno do eSports