hellocidades
hellorio

Festa Xêpa leva o brega para as ruas do Rio de Janeiro


Escrito por Motorola

Conheça o projeto que mostra que o gênero musical nordestino não tem fronteiras

Na capital do funk e do samba, três amigas mostram que o brega também tem seu espaço. Anette Carla, pernambucana, Marara Kelly, paraense, e Myra Mara, carioca, há dois anos se uniram para fazer uma festa onde esse ritmo reina, a Xêpa. O evento já passou por vários lugares bem conhecidos do Rio de Janeiro, como a Feira de Tradições Nordestinas e o CCBB, e já chegou até a fazer uma edição em terras paulistanas.

Edição da festa Xêpa nas ruas do Rio de Janeiro
Edição da festa Xêpa nas ruas do Rio de Janeiro

Para elas, a Xêpa tem a importância de trazer um pouco da cultura de quem veio do norte/nordeste, e também de apresentar para os cariocas esse gênero pouco explorado em outras regiões do nosso país. “Difundir a palavra do brega é um favor que fazemos a nós mesmas e ao público do Rio para que conheçam uma parte importante da cultura brasileira”, nos contou Myra.

Sempre inovando, a festa de dois anos da Xêpa, que aconteceu em novembro de 2018, usou como base uma banca de jornal e fez na rua uma edição épica do evento, com direito a um paredão de som, uma nave e convidados especiais. A ideia de fazer o evento em um espaço público veio da vontade de democratizar o acesso e preencher as ruas com música e alegria.

Festa de 2 anos da Xêpa com base numa banca de jornal
Festa de 2 anos da Xêpa com base numa banca de jornal

Frequentadoras das praias e da cena noturna carioca, essas amigas conhecem o Rio de diversos ângulos e fazem disso uma inspiração. Os programas vão de compras no Saara até ensaios de blocos e escolas de samba. “Moramos no Rio de Janeiro e admiramos muito o calor do povo carioca e a beleza da cidade em suas várias facetas”.

Em 2019, o plano é fazer festas maiores no Rio, repetir o evento em São Paulo e quem sabe até voltar às origens, fazendo um tour pelo norte e nordeste. “A Xêpa é uma festa que está em ascensão e queremos aproveitar para conquistar mais pessoas para amar o brega com a gente”, compartilha Myra.

Conheça também: OPAVIVARÁ!: a arte como forma de ocupação do espaço público. E não deixe de compartilhar suas experiências pelas ruas do Rio de Janeiro com as hashtags #hellocidades e #hellorio!

 

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

A paquera no mundo dos apps, parte 2