motostyle
música

O samba na veia de Simoninha


Escrito por Motorola

Confira a nossa entrevista com Wilson Simoninha, o puxador oficial do Acadêmico do Baixo Augusta.

“Apavora, mas não assusta/ O Carnaval do Baixo Augusta.” Foi improvisando um som com esses versos que Wilson Simoninha nos recebeu em seu estúdio na S de Samba, produtora da qual é sócio em São Paulo. O trecho faz parte do hino do Acadêmicos do Baixo Augusta, bloco que tem o músico como puxador oficial.

Criado em 2010, o Acadêmicos surgiu como uma forma de homenagear o bairro paulistano, conhecido pela vida noturna agitada e pela localização estratégica, próximo à Avenida Paulista. O que começou com uma farra entre amigos cresceu, e o bloco é hoje um dos maiores da cidade, reunindo milhares de pessoas em seus gritos e desfiles.

A relação de Simoninha com o Carnaval começou cedo. Com o sangue da música correndo forte pelas veias, o filho de Simonal tem experiência larga no mundo carnavalesco – desde desfilar em escolas cariocas pela Sapucaí até cantar em cima de um trio elétrico em Salvador, ele já fez de tudo um pouco nas folias de fevereiro.

Simoninha é o intérprete oficial do Acadêmicos do Baixo Augusta (foto: divulgação)

Mas a função de puxador do bloco paulistano não é, nem de longe, a única em sua lista de ocupações. A personalidade tranquila do músico quase esconde sua dificuldade em ficar parado. Na agenda de Simoninha, o que não falta são projetos. De novas parcerias, de shows, de canções inéditas e de tudo o mais que mantenha a sua mente criativa funcionando.

Em seu trabalho na S de Samba, por exemplo, Simoninha tem como foco a publicidade, produzindo jingles e campanhas para grandes marcas. Além disso, planeja para ainda este ano o lançamento de um novo disco solo, sucedendo “Alta Fidelidade”, de 2013. Ele tem se dedicado também a shows no exterior, levando seu som cheio de misturas a países como Alemanha, Inglaterra, Portugal, Japão, França e Itália.

Diversidade e liberdade são as palavras-chave do tema do enredo deste ano do bloco, intitulado “Família Augusta, de todo jeito nos gusta.” Elas também cumprem bem a função de definir a trajetória de Wilson Simoninha, múltipla e desprendida de clichês. Com a certeza de quem já sabia o que queria ser aos 6 anos de idade, o músico não tem planos de parar tão cedo.

Para quem quiser acompanhar a folia de perto, o ponto de encontro do Acadêmicos do Baixo Augusta acontece na Rua Augusta com a Rua Dona Antônia de Queiroz, no dia 31 de janeiro. Para mais informações, é só conferir a página oficial do bloco no Facebook.

Foto: reprodução/Facebook

POSTS RELACIONADOS

phonelifebalance

Você é do Mundo, não do Smartphone