hellocidades
hellobh

Campus Party em BH: uma maratona de tecnologia e inovação


Escrito por Motorola

Fomos ao grande festival de criatividade tecnológica conhecer projetos feitos de maneira colaborativa

Entre os dias 7 e 10 de novembro, a 3º edição da Campus Party (#CPMG3) ocupou a Serraria Souza Pinto, no centro da capital mineira. Com entrada gratuita, muita gente pôde viver intensamente o mundo da tecnologia e inovação nas mais de 150 atividades do evento, como palestras, workshops e maratonas hackers.

De um lado era possível ver um grupo de pessoas quebrando a cabeça para resolver problemas propostos pelo BNDES, e do outro, jovens experimentando os novíssimos games interativos, tudo ao mesmo tempo.

A #CPMG3 contou com 150 palestrantes das mais diversas áreas ligadas à tecnologia
A #CPMG3 contou com 150 palestrantes das mais diversas áreas ligadas à tecnologia

Alguns stands chamaram a atenção do Hello Moto, como o dos jovens da Ex Machina, que com o apoio da universidade onde estudam, desenvolvem próteses mioelétricas por um custo que chega a ser 45 vezes mais baixo que as do mercado atual. Leandro César, de 21 anos, e Álvaro Faustino, de 19, estão à frente do projeto e afirmam que o produto poderá dar mais qualidade de vida às pessoas com deficiência.

“O que faz baratear é a adaptação da prótese para que ela seja produzida por impressora 3D. Além disso, estamos melhorando a conexão entre os músculos e a prótese. A pessoa com deficiência poderá realizar movimentos complexos e variados”, explica Leandro.

Como o empreendedorismo foi um dos temas principais da Campus Party, as startups tiveram presença destacada. Mais de 50 jovens empresas expuseram suas ideias, serviços e produtos na imersão tecnológica, além de receberem consultorias de empreendedores renomados.

Samuel Henrique e Greg Antunes, os criadores da Starfeed
Samuel Henrique e Greg Antunes, os criadores da Starfeed

Um exemplo é a startup que desenvolve o aplicativo Starfeed. Criada por Samuel Henrique e Greg Antunes, ambos de 22 anos, a empresa quer facilitar e qualificar a interação entre professores e alunos através do seu aplicativo. “Com apenas 8 cliques, o feedback de aulas, trabalhos e provas é realizado”, afirma Greg. “A partir disso é possível saber o perfil de aluno e professor, e eles dão ‘match’, como acontece no Tinder”, completa Samuel.

Os dois são colegas no curso de Ciência da Computação e desenvolveram o aplicativo em apenas 3 semanas. Eles disseram que algumas universidades já são suas clientes, e que elas tendem a usar os usar os relatórios de ‘matchs’ entre alunos e professor para criar turmas especiais, grupos de pesquisa etc.

A Campus Party é a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo, realizando edições em dezenas de países. Em Minas Gerais, ela foi organizada pela Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (FINIT).

Confira também as novidades tecnológicas do Rec’n’Play 2018, que aconteceu durante os mesmo dias, no Recife.

POSTS RELACIONADOS

hellocidades
hellopoa

Festival Porongos celebra jovens artistas negros de Porto Alegre