motostyle
motolovers

Loucos pela Motorola


Escrito por Motorola

Conheça algumas histórias surpreendentes de clientes apaixonados pela marca

Hoje em dia passamos tanto tempo no mundo virtual que é totalmente normal nos apaixonarmos pelo nosso smartphone, principalmente quando eles possuem a qualidade de um Motorola.

Vasculhamos nossas redes sociais e reunimos algumas pequenas loucuras ou situações engraçadíssimas que alguns motofãs já viveram com os seus aparelhos, mas que expressam todo o seu amor e confiança no poder da marca.

No fundo do poço

Até onde você iria pelo seu Motorola? Por mensagens no Facebook, a motofã Luana nos contou que já foi longe. Apaixonada pelo seu moto z play, um dos primeiros da família moto z, ela já abriu a tampa de um bueiro e se aventurou por aquele lugar inóspito, tudo para recuperar o seu aparelho que havia caído lá.

“Ninguém acreditou que o meu aparelho ligou sem quase nenhum problema depois dessa experiência e eu duvido que qualquer outra marca que não garante resistência a uma hora de mergulho tenha o mesmo resultado”.

Que susto, hein, Luana! Mas que bom que você voltou sã e salva e não encontrou nenhuma criatura estranha além das baratas por lá!

Cachorrinho maluco

Quem não tem cachorro como bichinho de estimação, às vezes pode duvidar daquela velha história de “Professora, o meu cachorro comeu a minha lição!”. Mas a verdade é que alguns cãezinhos alucinados são verdadeiras máquinas de mastigar, como a Pipoca no relato abaixo.

Eita, Pipoca! O que deu em você para tentar devorar o Moto Insta-Share Projector? Os Moto Snaps são bons, mas não são bombons para você querer encher a sua pança com eles, sua maluquinha!

Velório do Motorola RAZR V3

Outro relato interessante que recebemos foi o do Gabriel, que chegou até nós por email. Ele era encantado pelo inovador Motorola RAZR V3, um destaque na história dos 90 anos da marca. A paixão era tanta que ele ficou 7 anos usando o aparelho e quando chegou a hora de aposentá-lo, organizou um velório para ele.

“Chamei meus amigos que me zoavam pelo tempo que fiquei com o celular, fiz um caixão, um terno para o V3, tumba com seu nome, luz vermelha atrás da tumba para ficar bem bonito, churrasco e cerveja para comemorar o tempo que convivi com ele, e os momentos que pude registrar em fotos e selfies, que na época nem tinham esse nome!”

É isso aí, Gabriel, personagens de destaque sempre merecem uma despedida digna quando deixam de fazer parte da nossa história e temos certeza que o seu Motorola RAZR V3 não era nenhum coadjuvante.

Você também é maluco de paixão pelo seu Motorola e tem alguma história interessante para nos contar? Então não deixe de compartilhar com a gente nas redes sociais usando a hashtag #HelloMoto.

 

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

Apps e jogos que desafiam a mente