motostyle
esportes

Os esportistas que registram a rotina nas redes sociais


Escrito por Motorola

Veja como estas pessoas apaixonadas por esportes se relecionam com o mundo virtual.

Seja você envolvido ou não no universo de esportes e treinos, é muito provável que o post de alguma celebridade ou amigo fanático por exercícios físicos já tenha surgido na sua timeline do Instagram ou do Facebook, com vídeos de treinos, compartilhamento de apps de corrida, e por aí vai.

Não há como negar: o estilo de vida fitness já é realidade de muita gente. Mas mostrar a rotina saudável nas redes sociais pode ir muito além da selfie no espelho da academia! Além de incentivar o próprio esportista a continuar, o hábito pode inspirar outras pessoas a seguir o caminho “no pain, no gain”. Eles fazem até parecer fácil toda essa rotina de acordar cedo, se exercitar e conciliar todas as outras obrigações do dia.

Mas, no caso de Nathalia Alfer, de 26 anos, nem sempre foi assim. Se hoje ela pratica triathlon (corrida, natação e ciclismo), yoga, vela e wakeboard, até a adolescência fugia de qualquer atividade física. “Eu detestava vôlei, futebol e basquete. Meu amor pelo esporte só começou aos 15 anos, com wakeboard. Cheguei até a competir no circuito paulista; eram poucas meninas e o esporte, na época, não era nada conhecido”, explica.

Nathalia Alfer (foto: reprodução).

A coordenadora de estilo, que é dona de um Moto G (2ª Geração), conta que o smartphone já a ajudou em muitos momentos da rotina esportiva. Em janeiro, ela se inscreveu em uma prova de triathlon em Pucón, no Chile, o Ironman 70.3. Pouco antes da competição, terminou o namoro e embarcou sozinha para a viagem: “cheguei em Pucon no dia 31 de dezembro e foi graças à hashtag  #ironmanpucon no Instagram que consegui companhia para os treinos e para a virada do ano”, relembra.

Nathalia dá a dica de um app não para os esportes, mas para melhorar a produtividade e organizar melhor a agenda da semana: o Habitica, já que “não é fácil conciliar trabalho, treinos e vida pessoal”.

Para ela, ter uma agenda e deixar a rotina da semana pré-determinada faz toda a diferença: “se jogue, existem varias opções além da academia e do futebol, com certeza alguma vai te conquistar!”.

O celular também é companheiro inseparável do analista de T.I. Fellipe Couto, de 32 anos, em seus exercícios. Ele pratica corrida de rua de 4 a 5 vezes por semana, e é com seu Moto X (2ª Geração), que escolhe a trilha sonora dos treinos e ainda monitora a distância, o ritmo e a frequência cardíaca. Para Fellipe, compartilhar seus feitos nas redes sociais ajuda a conseguir resultados cada vez melhores: “esses registros podem sim motivar outras pessoas. Eu mesmo me sinto muito inspirado seguindo colegas e amigos que postam seus treinos”. O app RunKeeper, segundo Fellipe, é outro bom aliado na hora de correr por aí.

Fellipe Couto (foto: reprodução).

Os aplicativos são úteis também para a professora de Educação Física Maria Cláudia Ribeiro, de 36 anos. “O Strava e o Runtastic me ajudam a registrar os treinos, distância, velocidades… Os que envolvem redes sociais também são ótimos pra conhecer pessoas que têm os mesmos interesses, além de poder trocar ideias sobre provas”, conta.

Maria Cláudia Ribeiro (foto: reprodução).

Maria pratica triathlon, corrida de montanha e maratonas aquáticas, e manter o pique para tanto exercício nem sempre é fácil. A chave para não desanimar, segundo a professora, é uma mistura de paciência, perserverança e amor ao corpo. “Comece aos poucos, experimente diferentes atividades e escolha uma ou duas com que você se identifique mais”, ela dá a dica. Manter um ou dois dias na semana para descansar também é essencial para recarregar as energias.

Se você também adora praticar esportes e está sempre em busca de novos desafios, compartilhe sua história e suas fotos com a gente usando a hashtag #motofoto ou no email [email protected]!

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

5 jogos de tabuleiro para as férias