#vocêquervocêtem

Copa das Favelas, da oportunidade e da evolução


Escrito por Motorola

Ter a chance de participar de uma competição nacional e ganhar experiência com aquilo que você gosta de fazer não é pra muitos, hein? Por isso, realizada em dezembro de 2020, a Copa das Favelas se mostrou tão importante e necessária no mundo dos games, levando um ambiente competitivo para jovens da periferia. 

A Motorola entrou como apoiadora do evento por saber que histórias bacanas sairiam de lá, cheias de sonhos e vontades. E o Hello Moto conversou com alguns dos participantes para entender um pouco como foi a experiência de competir no torneio, que veio como uma grande oportunidade para dar o primeiro passo no sonho de se tornar um gamer profissional.

Apesar da pouca idade, fica muito claro a forma como os jovens jogadores aproveitaram a oportunidade de participar da Copa e o quanto foi importante para o crescimento deles dentro do objetivo pessoal de evoluir com os games.

“Foi uma oportunidade e tanto o que a Copa das Favelas me deu, não só pra mim. Foi incrível participar desse evento, só tenho que agradecer a organização e a chance que deram à minha equipe. Eu aprendi que todos têm chances de crescer no mundo dos games, o torneio mostrou isso, revelando talentos e realizando sonhos de meninos da favela”, disse Vinícius Costa, de 19 anos, da equipe Hellcife, direto da capital do Pernambuco.

O discurso dos outros participantes endossam a valorização dessa oportunidade de poder ter um espaço dentro de uma competição de nível nacional. O mundo dos games é concorrido e, para poder se destacar, é necessário agarrar todas as chances de aprendizado pela frente.

Companheiro de time de Vinícius, Cristiano dos Santos foi um dos que ressaltou sua evolução dentro da Copa. “Aprendi que nada se conquista fácil, tem que ter foco e muita concentração para conseguir nossos objetivos. Sempre ter os pés no chão e humildade e continuar focando nos treinos e campeonatos para que um dia tenha uma oportunidade de conquistar meu espaço entre os grandes do cenário”, disse o gamer de 18 anos.

Assim como os dois, mais dezenas de jovens aproveitaram a experiência para enriquecer a bagagem na hora de seguir trilhando o caminho para a profissionalização no mundo dos gamers. Já contamos um pouco da equipe campeã da Copa das Favelas aqui e você pode ver o quanto foi importante para eles um título como esse e como é legal perceber a realização dos jovens.

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

Um guia para entrar no mundo dos Podcasts

motostyle
arte

Atitudes conscientes para um mundo sustentável