phonelifebalance

Phone-life balance: isolamento de idosos e redes sociais


Escrito por Motorola

O isolamento social trouxe desafios para todos, principalmente para os grupos de risco, como pessoas com mais de 60 anos. A quarentena afetou muito a vida dos idosos, que podem utilizar esse momento para novos aprendizados e atividades com a ajuda da tecnologia. 

O Hello Moto conversou com a psicóloga clínica Fernanda Luz sobre como o isolamento afeta a vida de idosos e como o smartphone tem se tornado uma ferramenta de conexão em tempos de coronavírus.

“Todos temos necessidades universais independente da idade, o pertencimento, o carinho e a interação são necessidades do ser humano”, introduz a psicóloga. O isolamento social impacta muito na vida de todos. No caso dos idosos, que estão na zona de risco, traz impactos tanto práticos, quanto psíquicos, dependendo do contexto em que vivem. 

Existem aqueles que estão lidando bem por estar mais próximos e tendo atenção da família, há o perfil de idosos que sentem muito medo e insegurança por estar na zona de risco, o perfil de idosos que negam a realidade, que têm resistência de mudar de rotina, o que pode trazer problemas de relação dentro do círculo mais próximo de convivência e o idoso solitário que corre riscos por ter que sair de casa para realizar atividades básicas.

E como a tecnologia pode ajudar?

Fernanda afirma que “a tecnologia pode ampliar muito as possibilidades de atividade do idoso dentro de casa”, é importante a possibilidade de tirar proveito do smartphone na dimensão física, com aulas online de exercícios, na dimensão emocional, podendo se aproximar através de chamadas de vídeo e mental, com exercícios de respiração e meditação. A música também é uma grande aliada, a frequência sonora tem a capacidade de deixar a gente mais calmo ou animado. 

A tecnologia traz também uma grande oportunidade de estreitar laços: um momento para pedir para as pessoas próximas ensinarem a usar o smartphone, a usar uma rede social, um novo aplicativo. “É importante buscar interações online com a família, amigos, pessoas que não se fala há muito tempo”.

Além disso, o idoso pode resgatar atividades que estavam paradas. “As atividades manuais são terapêuticas e trazem a pessoa para o presente”, acrescenta.  Além de aproveitar para assistir filmes que trazem bem-estar, ler livros e se aventurar em novas receitas, a psicóloga traz outra dica: “o verde é muito importante nesse momento, ter uma planta é bacana pois traz paz de espírito e requer cuidado, traz um afazer para a rotina do idoso e vida para a casa”.

Fernanda finaliza trazendo a importância de tomar sol 10 minutos por dia, mesmo que de dentro do apartamento, “a energia do sol ajuda na imunidade e traz a sensação de pulsão de vida”. 

POSTS RELACIONADOS

motostyle
arte

Moda consciente com Valentine Vargas