hellocidades
hellorecife

Um tour boêmio por Olinda


Escrito por Motorola

Olinda é, sem sombra de dúvida, uma das cidades mais bonitas do Brasil. Localizada a 7km da capital pernambucana, a cidade histórica é repleta de igrejas, museus, casas coloniais e ladeiras que ecoam os sons do maracatu.

O que pouca gente sabe é que Olinda é muito mais que Carnaval. E foi pensando em inovar a experiência de turismo no local que foi criado o Tour Boêmio, que percorre 700m do sítio histórico da cidade, com seis paradas obrigatórias que confirmam a democracia de gostos e ritmos da noite olindense.

 

 

O projeto nasceu de outra iniciativa super bacana, o Olinda Free Walking Tour, que convida os turistas a percorrem a história e curiosidades da cidade em 2h30 de caminhada.

 

Thais Monteiro, uma das organizadoras, conta que os visitantes que topam a experiência se surpreendem com o passeio e com a riqueza cultural da cidade. “De cerveja artesanal à bebida feita na cidade, o roteiro boêmio enaltece a cultura local. É um movimento genuíno de fomento ao turismo”.

 

O Nayle é um ponto imperdível para quem quer curtir uma boa música ao vivo
O Nayle é um ponto imperdível para quem quer curtir uma boa música ao vivo

 

Nosso tour foi realmente muito divertido! Passamos por seis bares da cidade alta, que evidenciam a cultura do povo pernambucano em diferentes estilos musicais, bebidas e comidas.

O bar Bodega do Véio foi o nosso ponto de encontro. Em seguida partimos para o Nayle, um bar que tem música ao vivo com um bom repertório de sons locais. Por lá, não deixe de experimentar duas bebidas tradicionais feitas com cachaça, o Axé e o Pau do Índio.

 

 

O passeio seguiu pelo Peneira, Gluck Beer (que fica dentro do Maracatu Hostel), Casbah e Venda de Seu Biu.

 

Larissa Marques, uma das pessoas que participaram do passeio junto com a gente, narra um pouco da experiência: “Foi muito interessante, pois não se resume somente em ir a vários bares, mas sim conhecer o propósito de cada bar e conhecer um pouco sobre a essência e cultura de Olinda, que transborda ancestralidade regional TODOS os dias do ano”.

 

 

Para saber mais sobre como aproveitar Olinda a pé, não deixe de acompanhar o perfil @olindafreewalkingtour no Instagram.

Veja também: A rota dos baobás no Recife.

POSTS RELACIONADOS

motostyle
arte

O “faça você mesmo” nunca foi tão legal