hellocidades
hellorio

Transformando a cidade: conheça a horta comunitária do Cosme Velho


Escrito por Motorola

Como moradores se uniram para levar alimentação saudável à região do Corcovado

Aos pés do Cristo Redentor, acontece um projeto que revitaliza e une os moradores do bairro do Cosme Velho. Umas das principais pioneiras é a Dona Sônia Miranda, moradora do bairro há trinta e cinco anos e que há cinco viu em um terreno abandonado a oportunidade de trazer alimentação saudável e conservação do meio ambiente para a população.

No início, a ideia era apenas limpar o terreno baldio que acumulava lixo e servia como ponto para uso de drogas, mas em pouco tempo, e com ajuda de profissionais como biólogos e engenheiros ambientais, os moradores viram ali um espaço onde poderiam cultivar diversos tipos de plantas.

A horta comunitária do Cosme Velho é criada e mantida por moradores do bairro, ao lado do bondinho para o Cristo Redentor
A horta comunitária do Cosme Velho é criada e mantida por moradores do bairro, ao lado do bondinho para o Cristo Redentor

Feitas algumas parcerias com a prefeitura, o trem do Corcovado e empresas, a horta comunitária do Cosme Velho se juntou ao projeto “Hortas Cariocas” e se tornou uma das mais famosas do país. “Nós já recebemos pessoas do mundo inteiro” diz Dona Sônia, de 77 anos. Muitos estrangeiros que visitam o Cristo Redentor aproveitam para conhecer o lugar e ficam encantados.

Na maioria das vezes, as hortas comunitárias ficam em lugares afastados. O diferencial dessa é que se localiza no meio da cidade, em um dos bairros mais tradicionais do Rio de Janeiro, entre prédios e comércios, tendo assim mais visibilidade e maior utilização dos produtos cultivados ali.

Animais são bem vindos na horta e ganham cuidados especiais
Animais são bem vindos na horta e ganham cuidados especiais

Além das plantas muito bem cuidadas, os animais também são bem-vindos. Ao lado de um morro repleto de mata, a horta recebe visitantes ilustres como macacos e gambas. “Eles entram e saem daqui a hora que quiserem, afinal estamos no espaço deles” Conta Sônia. Os bichos de rua também recebem ajuda com a criação de campanhas para doação de ração e cobertores.

Tudo que plantado é doado e está disponível à população, que pode colher tanto os temperos e frutas tradicionais como as PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais). A diversidade de produtos impressiona. Lá também são doadas mudas para quem quer fazer sua própria horta em casa.

Os moradores também doam mudas para quem quer fazer sua própria horta em casa
Os moradores também doam mudas para quem quer fazer sua própria horta em casa

Conhece outros projetos que tornam a sua cidade mais sustentável? Então não deixe de compartilhar com as hashtags #hellocidades e #hellorio. Nos vemos por aí!

POSTS RELACIONADOS

motostyle
geek

A paquera no mundo dos apps, parte 2

hellocidades
hellopoa

Empreendedoras: mulheres lideram feiras que estimulam consumo sustentável em Porto Alegre